Resenhas

                           Quando ela se foi -  Harlan Coben


    Título original: Long Lost
    Autor: Harlan Coben
   Editora: Arqueiro
    Onde comprar: Livrarias Saraiva  Fnac                   

       Sinopse: Dez anos atrás, Myron Bolitar e Terese Collins fugiram juntos para uma ilha. Durante três semanas, eles se entregaram um ao outro sem pensar no amanhã. Depois disso, eles se reencontraram apenas uma vez, quando Terese ajudou Myron a salvar seu filho. E ela foi embora, sem deixar vestígios.Agora, no meio da madrugada, ela telefona: “Venha para Paris”. Terese pede a ajuda de Myron para localizar o ex-marido, Rick Collins, que telefonara depois de anos implorando que ela o encontrasse em Paris. Eles logo descobrem que Rick foi assassinado e que Terese é a principal suspeita do crime.
Mas algo ainda mais atordoante é revelado: perto do corpo havia longos fios de cabelo louros e uma mancha de sangue que o exame de DNA revelou pertencer à filha do casal. Só que sua única filha morrera em um acidente de carro muitos anos antes.
Logo Myron se vê perseguido nas ruas de Paris e de Londres. As agências de segurança de quatro países parecem querer as mesmas informações de que ele precisa para desvendar a morte de Rick e o destino da filha que Terese pensava ter perdido para sempre.
Um dos autores mais premiados e lidos no mundo, Harlan Coben traz uma nova história com o carismático Myron Bolitar em uma busca frenética por três continentes.


O livro nos traz mais uma história de Myron Bolitar, o ex-agente do FBI que agora trabalha para a MB Representações.  Após um telefonema de Terese Collins pedindo para que Myron encontre seu ex-marido, Rick, que está desaparecido, Myron parte para Paris. Ao chegar,  ele descobre que Rick Collins está morto. Porém, algo mais atordoante é revelado: perto do corpo havia longos fios de cabelo louros e uma mancha de sangue que pertencia à filha do casal. O único problema era que, há anos, um terrível acidente de carro havia sido a causa da sua morte. Partindo das evidências, Myron e amigos traçam uma incessante investigação repleta de brigas, perseguições e em situações perigosas. A obra nos deixa ansiosos por respostas,  muito bem elaborado e com desfechos inesperados – característica crucial do autor.






                                         Por Tuane





A cidade do sol



Autor: Khaled Hosseine
Editora: Nova Fronteira
Numéro de páginas: 364
Onde comprar:  Saraiva,  Livraria Cultura e Fnac


“Impressionada por ver que a história de cada afegão é marcada por mortes, perdas e dor. E, mesmo assim, as pessoas dão um jeito de sobreviver, de seguir em frente”


Mariam é a harami, a filha bastarda de Jalil Khan com uma de suas antigas empregadas, Nana. Aos quinze anos de idade, Mariam mora em uma kolba a dois quilômetros de Herat, a cidade que nunca conheceu, e seu único prazer são as visitas que recebe. Visitas como a de mulá Faizullah, um senhor velho que lhe auxilia na aprendizagem do Corão e é incapaz de negar-lhe qualquer coisa; Bibi jo, uma senhora fofoqueira que visita com freqüência sua mãe e Jalil, seu rico pai, que sempre vem como novidades e presentes.
  Mariam não pode evitar o fato de gostar mais de Jalil do que de sua rabugenta mãe, Nana; e ao fazer quinze anos, a menina decide que já é mais do que hora de conhecer o mundo e também o seu pai. E é a partir daí que sua vida muda completamente.
  Com a morte da mãe, Mariam hospeda-se por algum tempo na casa de Jalil; mas suas três esposas não desejam a presença da meninas. Elas então casam-na com Rashid, um velho sapateiro que a leva embora para seu destino triste em Cabul, onde alguns anos e umas poucas casas separam a sua vida da de Laila.
  Dezenove anos separam a vida das duas. Ao contrário de Mariam, que vive enclausurada e esconde-se do mundo, aos velhos modos afegãos, Laila cresce rodeada de um pouco de cultura ocidental. Tem um pai que incentiva seu estudo e diz que ela pode ser tudo o que quiser, e uma mãe que tornou-se melancólica com a partida dos filhos para a guerra.
  Mas, a despeito de tudo, Laila é feliz na presença de suas amigas de Tariq, seu melhor amigo, que possui uma perna mecânica. E poderia continuar a ser feliz para sempre, se a guerra não chegasse as ruas de Cabul.
  E é nesse meio turbulento que, pela primeira vez, em um ambiente hostil, ela e Mariam se encontram. A tentativa de fuga tardia dos pais não só priva-a de Tariq como também provoca mudanças radicais em sua vida, sem deixar um espaço para onde possa recuar.
  De modo emocionante e cativante, Khaled Hosseine nos guia pelas ruas turbulentas de Cabul, e nos convida a conhecer a história dessas duas afegãs e seus trágicos destinos e nos leva a pensar que, apesar de tudo, todo lugar e toda história tem sua gota de beleza e poesia. 

Por Bianca

Poetas e Poesias

               Antologia Poética

               Vinícius de Morais

          

   Ano passado, perambulando pela biblioteca da escola, me deparei com o livro Antologia Poética de Vinícius de Morais. Amante dos versos e aprendiz, decidi levá-lo e conhecê-lo, já que  ouvira falar desta espetacular obra. A  antologia é composta em partes, que seriam as fases de sua obra. A primeira parte é mística e religiosa,onde expressa-se a preocupação sobre equívocos carnais. A segunda, numa fase de transição,  o poeta demonstra mais liberalidade, convívio com o amor e a sociedade: “É o crescimento pessoal e poético,’’ e a terceira, repleta de temas como a valoração do trabalho humano e os preconceitos.
  

“Na poesia, uma palavra é o universo inteiro’’ sendo necessária uma devida atenção e olhar preciso aos poemas, recomendo que a leitura tem de ser leve,onde é preciso  perceber seu ritmo, desvendá-la aos poucos.   Hoje, a obra é incluída na lista de livros exigidos em vestibular.
                                                        
                                            

     Selecionei alguns poemas, confira:




Purificação   

Eu, Senhor, pobre massa sem seiva
Eu caminhei
Nem senti a derrota tremenda
Do que era mau em mim.
A luz cresceu, cresceu interiormente
E toda me envolveu.
A ti, Senhor, gritei que estava puro
E na natureza ouvi a tua voz.
Pássaros cantaram no céu
Eu olhei para o céu e cantei e cantei.
Senti a alegria da vida
Que vivia nas flores pequenas
Senti a beleza da vida
Que morava na luz e morava no céu
E cantei e cantei.
A minha voz subirá até ti, Senhor
E tu me deste a paz
Eu te peço, Senhor
Guarda meu coração no teu coração
Que ele é puro e simples
Guarda a minha alma na tua alma
Que ela é bela, Senhor.
Guarda o meu espírito no teu espírito
Porque ele é minha luz
E porque só a ti ele exalta e ama.




 Inconsoláveis
Desesperados vamos pelos caminhos desertos
Sem lágrimas nos olhos
Desesperados buscamos constelações no céu enorme
E em tudo, a escuridão.
Quem nos levará à claridade
Quem nos arrancará da visão a treva imóvel
E falará da aurora prometida?
Procuramos em vão na multidão que segue
Um olhar que encoraje nosso olhar
Mas todos procuramos olhos esperançosos
E ninguém os encontra.
(...)

 Operário em construção                                          
Era Ele que erguia casas                                                                     
Onde antes só havia chão.
Como um pássaro sem asas
Ele subia com as casas
Que lhe brotavam da mão.
Mas tudo desconhecia
De sua grande missão:
Não sabia, por exemplo
Que a casa de um homem é um templo
Um templo sem religião
Como tampouco sabia
Que a casa que ele fazia
Sendo a sua liberdade
Era a sua escravidão.
      (...)
                                                     
                                                               Vinícius de Morais, o poetinha
                                                  




Por Tuane Moura

Citando


Memórias de Um Sargento de Milícias
Manuel Antônio de Almeida




''Quando temos apenas 18 a 20 anos sobre os ombros, o que é um peso ainda muito leve, desprezamos o passado, rimo-nos do presente, entregamo-nos descuidados a essa confiança cega no dia de amanhã, que é o melhor apanágio da mocidade.''


'' Em certos corações o amor é assim, tudo quanto tem de ternos, de delicado, de fiel, desaparece depois de certas provas, e transforma-se num incurável ódio.''


''Dizem todos, e os poetas juram e tresjuram, que o verdadeiro amor é o primeiro; temos estudado a matéria, e acreditamos hoje que não há que fiar em poetas: chegamos por nossas investigações à conclusão de que o verdadeiro amor, ou são todos ou é um só, e neste caso não é o primeiro, é o último. O último é que é o verdadeiro, porque é o único que não muda. As leitoras que não concordarem com esta doutrina convençam-me do contrário, se são disso capazes. "



"Não há nada que mais sirva para fazer nascer e firmar a amizade, e mesmo a intimidade, do que seja o riso e as lágrimas: aqueles que se riram e principalmente aqueles que uma vez choraram juntos, têm muita facilidade em fazerem-se amigos."


''Não são de zelos os meus queixumes
nem de ciúmes abrasados
são das saudades que me atormentam
na dura ausência de meu amor.''


Por Tuane Moura

                                              

Meme


As regras do meme são:
 

Responder a pergunta: Qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler?

Indicar 10 blogs pra fazer o meme. Indicar e não “oferecer pra quem quiser pegar”.

Avisar os blogs que você indicou e colocar o selinho da campanha no blog para apoiar a campanha.




Primeiro, queremos agradecer a linda Rebeca, do Leitura ao Cubo, por nos indicar ao meme. 

Bia indica: Para quem quer começar a ler, indico A Bolsa Amarela, de Lygia Bojunga, que tem uma narração leve e uma bela mensagem, e também a série A Mediadora, de Meg Cabot, que pode proporcionar boas risadas.

Tuane indica: Insônia de Marcelo Carneiro da Cunha, numa narrativa direta e leve, abriga lições de vida e um bom humor, inconfundível, personagens bem estruturados e realistas. Ideal para começo de leitura.

Indicando blogs:

Estante Vertical

Just Books 

Leitura entre amigas

Livros e chocolate

Mente hipercriativa

Sintonia literária

Livraria pessoal

Café com mistura                

Um pouco loquaz

Constelando alvoradas

Citando



Sangue de Tinta 
Cornelia Funke

por Bianca

"Ali estavam elas, as palavras. Palavras que queriam se tornar realidade."

"Dedo Empoeirado lembrava-se ainda da sensação de estar apaixonado pela primeira vez.  Ele não era muito mais velho do que Farid. Que indefeso de repente estava seu coração, uma coisa tão trêmula e instável,feliz e terrivelmente infeliz ao mesmo tempo."

"Mo não se importava com o que pensavam. Podiam muito bem ter medo dele. Ele tivera mais medo do que era cabível numa vida, todos os dias e as noites em que acreditara ter perdido tudo, sua mulher, sua filha, e que nada lhe restaria além de uma morte solitária naquele mundo de palavras."

"'Eu lhe darei asas' pensou . 'Sim, eu lhe darei. Com minhas palavras'"

"E Mo sentiu um aperto no peito, como se o ódio tivesse feito nascer alguma coisa. Um novo coração, frio e duro, que queria matar."

 "Um novo nome.  Um novo coração. Como gelo no peito, as pontas afiadas com uma lâmina."

"Mas você está falando de magia - ela sussurrou.
Não. Estou falando de leitura."

Resenha: Sangue de Tinta


Sangue de Tinta
Série Mundo de Tinta





Autor: Cornelia Funke
Série: Mundo de Tinta, Volume 2
Editora: Cia. Das Letras
Numero de páginas: 559
Onde comprar: Saraiva, Submarino, Siciliano.


"- Você está falando de magia! - ela sussurrou. 
- Não. Estou falando de leitura."


ATENÇÃO: Essa resenha contem SPOILERS do primeiro livro da série Mundo de Tinta, Coração de Tinta. Se você ainda não conhece a série e deseja conhecer o primeiro livro, confira a nossa resenha!

Meggie compartilha o mesmo dom de seu pai: ao ler em voz alta, suas palavra ganham vida.
  Dez anos antes, quando seu pai, Mo, despertara as palavras pela primeira vez, trouxe do livro ‘Coração de Tinta’ o cuspidor de fogo Dedo Empoeirado, o cruel Capricórnio e sua corja, e aprisionou lá dentro sua esposa. Mas com a ajuda da voz de sua voz, de Meggie e do autor do livro, Fenoglio, eles conseguiram destruir o vilão, salvar a mãe de Meggie e restaurar a paz, mas não conseguiram  dar a Dedo Empoeirado o que ele tanto desejava: O caminho de volta para casa.
  Mas agora Dedo Empoeirado encontrou Orfeu, o homem que finalmente consegue levá-lo de volta para o seu mundo.  Mas Farid, o garoto que estava sempre em seus calcanhares foi deixado para trás, que quer de qualquer maneira se juntar a Dedo Empoeirado. E é Meggie quem o ajuda, fazendo o que aparentemente seria impossível: lendo a si mesma para dentro do livro.
  No segundo volume da série, Cornelia Funke nos leva pelo deslumbrante Mundo de Tinta, junto com Meggie e Farid, Dedo Empoeirado e Fenoglio, o Príncipe Negro e Cosme, o Belo. Em uma narrativa envolvente, ela nos mostra a sua face aventureira, romântica e também a ação, e convence-nos de que todo poder e toda a magia do mundo residem nas palavras. 

por Bianca

#Entrelinhas


O Morro dos Ventos Uivantes é o único romance escrito por Emily Brontë. Publicado pela primeira vez em 1847 sob o pseudônimo da autora Ellis Bell, e uma edição póstuma foi editada por sua irmã Charlotte.
O nome do romance vem de uma mansão, nas charnecas de Yorkshire, em que a história se passa (como um adjetivo, Wuthering é uma palavra que se refere a ‘tempo de turbulência’). A narrativa trata do apaixonado, e contrariado, amor entre Catherine Earnshaw e Heathcliff, e como esta paixão termina por destruir muitos ao seu redor.

Considerada um clássico da literatura inglesa, O Morro dos Ventos Uivantes não foi bem recebido inicialmente, confundindo os críticos com sua estrutura inovadora, principalmente devido à descrição crua da narrativa de crueldade mental e física. Mais tarde, essa visão foi revista e consideraram que a originalidade de O Morro dos Ventos Uivantes excedeu aos trabalhos de suas irmãs Charlotte e Anne e embora tenha recebido críticas na época em que foi lançado, o livro foi incluído noos clássicos da literatura inglesa.
O Morro dos Ventos Uivantes também deu origem a muitas adaptações e obras inspiradas, incluindo filmes, rádio, adaptações para a TV e musicais.

Apesar de muitos retratarem apenas o aspecto relacionado ao amor do livro, O Morro dos Ventos Uivantes é na verdade uma história de vingança. Ele descreve a vida de Heathcliff, uma pessoa de misterioso aspecto cigano, desde sua infância (cerca de sete anos de idade) até sua morte aos quarenta. Heathcliff é recebido por sua família adotiva e, em seguida, é reduzido à condição de servo, fugindo quando seu amor, a jovem Catherine, decide se casar com outro. Anos depois ele volta rico e educado com o objetivo de se vingar das duas famílias que ele acreditava terem arruinado sua vida. O conto se passa na Granja da Cruz dos Tordos, em Gimmerton, Yorkshire, Inglaterra.

 Ao longo dos tempo, a obra passou por diversas edições e adaptações de linguagem e estética. Confira O Morro dos Ventos Uivantes ao decorrer dos anos:




         




Por Tuane Moura

Selos

Por meio desta, venha agradecer o blog Books, Music and Movie pela indicação como destaque e por nos presentear com o selo. Obrigada Helena!

              

Resenhas


Um homem de sorte
                                                                 Descubra do que é capaz a força avassaladora do destino




Autor: Nicholas Sparks
Número de páginas:352
Editora: Novo Conceito
Onde comprar: Submarino, Cultura e Siciliano
Classificação:EstrelasEstrelasEstrelasEstrelas

Logan Thibault, um fuzileiro de serviço no Iraque, filho e neto de também fuzileiros navais, em uma de suas corridas matinais pelo Iraque, encontra em meio à areia do deserto uma fotografia.Uma  bela garota que veste uma camisa com os dizeres: "Garota de Sorte".
 Após encontrar a foto, Thibault imaginando ser de algum soldado que havia perdido, pendurou-a no quadro de avisos esperando que a encontrassem. Logo, como ninguém procurou pela foto, retirou do mural  e guardou em seu bolso, de onde nunca mais tirou. A partir daquele momento, Logan Thibault teve uma imensa sorte consigo, principalmente ao sobreviver vários ataques, onde viu seus amigos morrerem.
 Seu melhor amigo, Victor, logo passa a acreditar que aquela foto é um amuleto, que traz sorte a Logan e o protege e, após sobreviverem. Pela ‘’proteção ‘ oferecida,  inclusive ao que matou seu amigo Victor, Logan decide procurar a moça da foto se baseando apenas em dados e buscas rápidas da internet. Logan  tem uma dívida com ela e precisa encontrá-la para restabelecer o equilíbrio, decidindo partir em uma jornada para descobrir quem ela é, com poucas pistas, mas muita determinação. Saindo do Colorado a pé, com seu cão amigo Zeus, chega  a Hampton, uma pequena cidade da Carolina do Sul,  atravessando o país  pela busca. E acaba por descobrir que Beth é a garota que procura.
  O livro nos apresenta personagens ágeis e verdadeiros.  Numa narrativa leve e aprofundada, ressalta princípios acerca de relacionamentos, como  destino,  amor, seriedade e confiança.
 Confira
                                                                                                                        Por Tuane Moura

Resenhas


                            Na jornada com Cristo
                                       O Roteiro de Deus para a Realização Pessoal

Sinopse:
Com certeza em algum momento da sua vida você já se questionou o porquê de trabalhar, estudar, se casar e formar uma família, ter dinheiro e bens materiais, entre tantos outros porquês. Questionamentos fazem parte da essência humana, mas fato é que não podemos passar anos e anos nesta terra, desfrutando do que temos de bom ou lutando para conquistar o mínimo de conforto, sem que haja um significado para tudo isso. Muita gente não sabe qual é o sentido da vida, ou o de sua própria existência. E você, sabe? Max Lucado quer ajudar você a descobrir não só um sentido para sua vida, mas também a melhor forma de vivê-la, para que alcance sua tão sonhada realização pessoal. As meditações apresentadas pelo autor oferecem inspiração e força para enfrentar as subidas, descidas e estradas tortuosas que encontrará em sua jornada. 
Autor: Max Lucado
Número de páginas: 152
Editora: Mundo Cristão
 Classificação: EstrelasEstrelasEstrelasEstrelasEstrelas


Na jornada Com Cristo, um livro intenso, claro e objetivo, segue adverso ao estereótipo ‘’religioso’’ de outros livros relacionado ao gênero. Max Lucado, na perspectiva da qual escreve, nos transporta para o contexto do conteúdo.
 Neste pequeno livro encontramos trechos de outros livros escritos por Lucado que traçam como plano,  a efetiva jornada ao lado de Cristo, ressaltando hábitos, caminhos, adeptos plenos e  sadios, rumo a esta caminhada.  Ideal como devocional,  podendo ser lido um capítulo ao dia.
   Confira.
                                                                                                                            
                                                                                                                                Por Tuane Moura

Resenha: A fúria dos Reis


A Fúria dos Reis
As Crônicas de Gelo e Fogo, Livro Dois






Autor: George R. R. Martin
Editora: Leya
Numero de páginas: 656
Onde comprar: Americanas, Submarino, Siciliano.

“ O amor é veneno. Um doce veneno, sim, mas mata do mesmo jeito”

ATENÇÃO: Essa resenha contém SPOILERS do primeiro livro da série As Crônicas de Gelo e Fogo, A Guerra dos tronos. Se você ainda não leu o primeiro livro e deseja conhecê-lo, veja a nossa resenha!

Um cometa vermelho atravessa os céus dos Sete Reinos, enquanto a terra é manchada do mesmo tom rubro pelo sangue da batalha. Agora não há somente um rei em Westeros; além do herdeiro do falecido Robert Baratheon, Joffrey, que governa em Porto Real e no Trono de Ferro, há reis se proclamando no sul e no norte.
  Isso se deve a descoberta que custou a Eddard Stark sua vida: o rei Joffrey seria na verdade um bastardo, filho do incesto entre Cersei e Jaime Lannister.
  Stannis Baratheon é portanto herdeiro legítimo do falecido Rei Robert, e junto com a poderosa e perigosa Melisandre de Asshai, uma Sacerdotisa Vermelha, pretende reclamar o trono de direito. Mas Renly, seu amado irmão mais novo, também proclamou-se rei em Jardim de Cima, e tem o apoio de grandes senhores.
  No norte, o Rei Robb Stark foi proclamado Rei no Norte, e agora luta pela independência de seu reino.
  Na Muralha, o bastardo Jon Snow sai para uma expedição em busca dos patrulheiros perdidos e encontrará muito mais do que poderia imaginar para lá da muralha.
  No oeste, Daenerys Targaryen sobreviveu à uma pira em chamas, renascendo do fogo em posse de três dagrões. Mas a sua frente estende-se o longo de duro Deserto Vermelho, e seu Khalasar está muito fraco. Mas a Mãe de Dragões promete chegar a Westeros e reclamar o trono que é seu por direito.
  Nas Ilhas de Ferro os Greyjoy anseiam pelo Norte e por vingança, e em Porto Real Sansa Stark continua presa, e cercada por leões. Arya Stark também foi capturada por leões, e Bran e Rickon estão desprotegidos em Winterfell, onde o caos reina.
  O jogo dos tronos continua, e cada rei luta furiosamente por seu lado. Westeros é banhado por sangue, no céu e na terra, e o inverno se aproxima cada dia mais. Em uma narrativa incrível e frenética de George R. R. Martin, a guerra nos sete reinos avança furiosamente, tal como o leitor avançará pelas páginas.

por Bianca

  

Resenhas





O Futuro Da Humanidade
A Saga De Um Pensador



                                     
Autor: Augusto Cury
Número de páginas: 175
Editora: Arqueiro
Onde comprar:  Livros Grátis, Net Saber e Submarino
Avaliação: ✭ ✭ ✭ ✭ ✭

Neste primeiro livro de Cury, os passos do estudante de Medicina ,Marco Polo, encontram-se com o do mendigo Falcão, supostamente, um sábio das ruas. No desenrolar da história, os dois debatem temas pertinentes sobre a essência humana, a destruição das emoções, a "ditadura da hipótese" e o sistema social doentio moderno.
 A trama ressalta o valor de princípios sociais e morais, baseando-se não apenas em ensinamentos religiosos e sim em teses da própria filosofia.Repleto de divagações sobre Deus,  arrogância no contexto familiar,  trabalhistico e estudantil, depressões, sofrimentos psíquicos dos seres humanos,entre outros. Abriga severas críticas a indústria farmacêutica, constatando a exploração do capitalismo nessa área e ao eterno embate entre Psiquiatria versus Psicologia.
 Considero eu, pelo  personagem Marco Polo, ser um grande pensador e gostar de filosofar sobre a existência da vida, o autor usufrui de uma linguagem  rebuscada e complexa  o que traça um limite no número de leitores. Pessoas que não estão acostumadas a exercitar a sua mente debatendo as questões psicológicas e filosóficas da civilização podem não conseguir captar a essência das reflexões que o livro transmite. 
 Confira e contribua  ao ‘’Futuro da Humanidade’’.
  
Por Tuane Moura

Resenha: A Batalha do Apocalipse


A Batalha do Apocalipse




Autor:  Eduardo Sphor
Editora:  Verus
Numero de páginas: 586
Onde comprar:  Saraiva, Submarino, Siciliano.

A Batalha do Apocalipse, na minha opinião, é um livro tão grandioso e impactante quanto seu nome.  Nele, somos apresentados a Ablon — um querubim renegado.
  Milhares de anos antes, uma rebelião contra os tiranos Arcanjos rendeu a Ablon e seu grupo o exílio na terra dos homens, até o dia do juízo final. E agora, esse dia se aproxima, e o véu que separa o mundo dos homens do de todas as outras criaturas está cada vez mais fino.
  Renegado pelo orgulhoso Arcanjo Miguel, Ablon, o último dos anjos  renegados, é almejado por Lúcifer para lutar ao seu lado quando a batalha final chegar.  Mas, mesmo que houvesse sido renegado pelo céu tantos anos antes, será que Ablon optaria por lutar do lado das trevas?
  Em A Batalha do Apocalipse, Eduardo Sphor nos deixa apaixonados pela história de Ablon e Shamira, nos deixa ansiosos com seus personagens ferozes e suas batalhas épicas, e nos leva por uma narrativa frenética, deliciosa e cheia de supresa.
  Sem dúvida, será uma batalha deixar o livro antes da última página. Leia A Batalha do Apocalipse, o melhor livro de fantasia da literatura brasileira.

por Bianca


  © NOME DO SEU BLOG

Design by Template Para Blogspot